Paris vai à Champagne: degustando, perto dos vinhedos…

Posted By Isabel Brossolette Branco on jun 1, 2011 in Comer & Beber


Share

Catedral de Reims

O ideal para aproveitar um fim de semana na região da Champagne é começar por Reims para ver a magnífica Cathédral Notre-Dame de Reims, imperdível, e dar uma volta pela cidade que é charmosa.

Sugerimos que almoce no Château Les Crayères***** , que é um lugar mais que especial: um castelo construído no início do século XX pela família Polignac, um magnífico parque, um chef ultra talentoso Philippe Mille e, claro, o chef sommelier Philippe Jamesse e 1 estrela no Michelin. Sem dúvida, a opção mais chic desta região para passar a noite …

Domaine de Crayères

Em seguida, vá à Épernay que é o lugar para os aficionados de Champagne que querem passear nos vinhedos, descobrir marcas de produtores locais ou degustar grandes millésimes de marcas tradicionais e antigas ! A cidade foi destruída durante a primeira Guerra Mundial, no entanto, são 100 kms de caves, reunindo cerca de 200 milhões de garrafas, todas nos seus sub-solos.

Hospede-se em Vinay na Hostellerie La Briquetterie****, o diretor deste Relais & Châteaux Yorrick Pellegri será um anfitrião muito simpático ! Aproveite para relaxar na piscina e Spa da Carita e não deixe de testar a o cozinha do jovem chef Michael Nizzero (1 estrela no Michelin) no jardim com vista para os vinhedos … peça o foie gras, ótimo, e termine experimentando o Ratafia.

vue_hotel

Em seguida, organize-se para visitar uma das caves das grandes marcas, as opções são amplas. Nossa sugestão: escolha a sua preferida e vai fundo, porque o que conta é degustar algo que lhe dê prazer e para cada paladar uma escolha ! Visite este site e reserve obrigatóriamente a sua visita: www.maisons-champagne.com

Para o “happy hour” sugerimos o C Comme Champagne de Propriétaires: são 180m2 de caves com cerca de 300 referências de pequenos vignerons, com um Bar à Champagne e uma loja onde você pode comprar com preços locais ! O proprietário Jean-Noel Pouille terá o maior prazer em explicar os diferentes tipos de Champagne segundo o momento …

Cave C Comme

Em Épernay, recomendamos Les Berceaux, que é o restaurante gastronômico do chef Patrick Michelon, e seu bis o Bistrot Le 7, mais informal e descontraído.  Para os que querem uma cozinha à base de Champagne, o chef Bernard Ocioa preparou pratos ótimos no pequeno e rústico La Cave à Champagne, não esqueça de testar as “Ostras ao Champagne gratinadas”, divinas !

Para passear entre os vinhedos, passe nos seguintes “villages”: Villers-Allerand (Pinot noir), Ludes, Vezernay (visitar o Phare e o Museu de la Vigne),  Louvois (pela vista de seu castelo do séc. XVII), Hautvilliers (pela pela sua Abbaye), ir pelas margens da Marne em Damery, subir o rio até Cumières e voltar por Venteuil, Fleury la Rivière, Nanteuil la Forêt, Sermiers…

Vinhedos champagne

Depois desse percurso, as “bulles” vão certamente conquistá-lo: muitas ou poucas, brut ou demi-sec, com dosagens diferentes dos 3 cépages (Chardonnay, Pinot Meunier, Pinot Noir), em Bouteilles (0,75l), em Magnum (1,5l), em Jéroboam (3l) ou em Mathusalém (6l) e por aí vai …

Restaurant Le Parc et Le Jardin Brasserie,  Domaine Les Crayères
64, Bd Henry-Vasnier 51100 Reims
Tel.:  03 26 24 90 00
www.lescrayeres.com

Hostellerie de la Briqueterie
4, Route de Sézanne 51530 Vinay
Tel. : 03 26 59 99 99
www.labriqueterie.fr

C Comme Champagne de Propriétaires
8, rue Gambetta 51200 Épernay
Tel.: 03 26 32 089 55
www.c-comme.fr (vendas online)

Les Berceaux e Bistrot 7
13, rue des Berceaux 51200 Épernay
Tel.: 03 26 55 28 84
www.lesberceaux.com

La Cave à Champagne
16, rue Gambetta 51200 Épernay
Tel.:  03 26 55 50 70
www.la-cave-a-champagne.com

1 Comment

  1. Avatar

    Um passeio parecido e bem legal é oferecido pela empresa cityrama (http://www.pariscityrama.com/) e te leva para duas maisons em Reims, a Maison Moët & Chandon e a Maison Piper Heidsieck, dois champagnes super badalados. Com degustação no final e mini-tour por Reims, vale a pena, pelo preço e para quem não quer se perder. Na Moët & Chandon há a possibilidade de degustar champagnes mais famosos e raros, e também caros, como Dom Pérignon Rosé.
    Em ambas pode-se comprar champagnes e os mais diversos objetos e mimos relacionados à bebida. Fora a aula de todo o processo e as infindas caves que se extendem por todo o subsolo de ambas, que enchem os olhos de beleza e cultura!

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Translate »