Quem Tem Boca Vai ao Eataly

Posted By Luiz Paulo Xavier de Sá on maio 8, 2019 in Comer & Beber


Share

eataly

 

Eataly, ainda que mais tarde que Dubai, Nova York ou São Paulo é a boa novidade para os amantes da cozinha italiana que acaba de abrir em Paris.

O Eataly nasceu em 2007 das mãos do piemontês Oscar Farinetti, um ex-empresário de eletrodomésticos, seguramente um gastrônomo de alma, que com seus três filhos inventou esse conceito: entre supermercado, delicatessen e restaurante que conquistou as grandes cidades do mundo.

Verdade que em Paris o Galeries Lafayette Gourmet já praticava isso com sucesso e depois a Grande Epicerie do Bon Marché também renovou seu conceito com quiosques onde se come o que se vende. Mas eles não são italianos não é!

Localizada atrás do BHV Marais, esta gigantesca loja vai tornar-se, com certeza, o templo da gastronomia italiana em Paris. São 4.000m² de superfície, dos quais 2500 m² de delicatessen e uma cave com 800 referências de vinhos italianos. Sete restaurantes onde os visitantes podem degustar com autenticidade o que estão vendo no mercado.

Carnes, frios, pães, massas frescas, frutas e legumes…tudo de qualidade. Cremes de alcachofra, vinagre balsâmico de verdade de Modena, risotos, tomates secos e grissini.
Os azeites de oliva frutados e delicados do
Lago de Garda, ou os toscanos de sabor forte e os renomados da Puglia. Tem também o Chinotto um refrigerante feito a partir de uma laranjinha chinesa típico do sul da Italia que é bem gostoso.

Mas e os queijos? Burrata de trufas e o stracchino da Lombardia que fiquei mais da metade da vida sem conhecer e quiz até pedir cidadania italiana para poder viver ao lado de um supermercado na Italia para não faltar no meu café da manhã. É o equivalente do requeijão no Brasil, mas em melhor. O nome deste queijo vem da palavra “stracch” que significa “cansado” no dialeto lombardo. O stracchino era originalmente produzido no final do verão, uma vez que as vacas haviam retornado à planície Lombarda após um verão no pasto. As vaquinhas estavam cansadas tadinhas (daí o nome do queijo) e davam um leite particularmente adequado para a produção de queijos como Certosa e Robiola, todos parte da família stracchino. Vacas também se cansam!

Não precisamos mais viver fora de Paris. Quem tem boca vai ao Eataly!

Leia mais sobre comidas dando um clic em: comer e beber e consulte o site do Eataly para saber mais detalhes: Eataly Paris

Aberto 7 dias por semana, das 8h à meia-noite de domingo a quarta e até às 2h às quintas, sextas e sábados.

Eataly Paris Marais
37 Rue Sainte-Croix de la Bretonnerie
75004 Paris

 

 

Translate »