Cultura


Share

impressionistas

Impressionistas à partir de amanhã! Essa é a semana de volta as aulas na França e de toda a vida cultural que começa junto com ela. Depois de um longo verão onde fiz uma pausa, estou de volta para dividir com os leitores do PARIS RDRG o que está acontecendo por Paris. E nada melhor do que começar com uma exposição absolutamente sensacional dos mestres do «fauvisme»:os impressionistas da cor pura no Museu Marmottan.

A exposição intitulada Collections Privées: Un Voyage des Impressionnistes aux Fauves» exibe mais de sessenta pinturas, desenhos e esculturas de colecionadores particulares, grande parte da qual nunca foi vista por nós mortais.
Obras-primas do impressionismo, mas também peças importantes ou inéditas das principais correntes pictóricas que marcaram as artes na França no início do século XX.

Monet, Renoir, Pissarro, Degas e Caillebotte inauguram o percurso com paisagens, bouquets, elegante retratos femininos e cenas de vidas como o espetacular «Pont de l’Europe» de Gustave Caillebotte pintado em 1876. A ponte de ferro com vista para a Gare Saint-Lazare, em Paris, é uma das imagens mais reconhecidas da transformação “Haussmaniana” da capital que começava a se transformar em uma metrópole moderna. Do mesmo artista, datado de 1890, «La Berge du Petit Gennevilliers et la Seine» com sua tela em forma original arredondada feita para encaixar-se em um nicho no apartamento do seu irmão.

Outra obra impressionista de peso é «Villas de Bordighera» de Claude Monet. Na companhia de Renoir, ele fez uma longa série de viagens, mas sózinho na Italia ele pinta esse quadro em 1884. Ele mostra, à esquerda, a vila construída por Charles Garnier para o Barão Bischoffsheim e, ao fundo a Città Alta com vegetação luxuriante e um perfeito retrato da atmosfera da região. Só para lembrar como o mundo das artes era todo ligado: Garnier é o arquiteto responsável pela Opera de Paris e os cassinos de Mônaco e Baden-Baden.

Ou ainda o suntuoso pôr do sol no verão de 1898, na cidade de Rouen pintado por Camille Pissarro…um dos meus pintores prediletos por várias razōes pessoais!

Voilà! São apenas uns exemplos e se você gosta dos impressionistas, não pode perder. Tem também Seurat, Signac, Van Gogh e a lista é longa. Cada obra conta uma história pessoal do seu artista e revela segredos de suas vidas. Até dia 10 de Fevereiro de 2019.
Para outras exposiçōes, consulte nossa página cultura do PARIS RDRG e a agenda do Paris Mania:

 

Collections Privées: Un Voyage des Impressionnistes aux Fauves»
Musée Marmottan-Monet – de 13 de stembro 2018 a 10 de Fevereiro de 2019
2, rue Louis-Boilly 75016 Paris
www.marmottan.fr

Read More
Artistes & Robots

Artistes & Robots


Posted By on jun 13, 2018

Share

artistes & robots

artistes & robotsartistes & robots

Artistes & Robots; E se os robôs substituíssem artistas? Fiquem tranquilos, ainda não chegamos lá, mas as obras da exposição artistes & robots foram realizadas em colaboração com robôs e demonstra de forma brilhante como podem trabalhar um para o outro. Esculturas, pinturas, telas, instalações, arquitetura, design, música … criados por programas robóticos, e eles, criados por artistas.

Uma viagem interativa onde os visitantes são convidados a participar dos trabalhos. Por exemplo, eles podem se fundir no trabalho de Raquel Kogan, uma instalação feita de espelhos e linhas que se movem. Há também Dandelions, de Michel Bret e Edmond Couchot: Em uma tela gigante, as imagens balançam e voam em resposta e sintonia à respiração do espectador. Impressionante também, a obra de Leonel Moura e seu trabalho “Robot Art”: pequenos robôs criam uma grande imagem, na hora, e o resultado é surpreendente, como evidenciado pelas obras concluídas nas paredes. Artistes & Robots convida a todos a experimentarem essas 30 obras com acesso ao mundo virtual imersivo e interativo que acontece no meu museu preferido de Paris: O Grand Palais.

Em uma sociedade cada vez mais industrializada, a inteligência artificial está abalando a vida dos humanos e até mesmo a condição da obra de arte, produção, exposição, difusão e sua recepção. O trabalho deles é ainda mais surpreendente porque eles têm ao seu serviço um software cada vez mais poderoso, o que dá ao trabalho uma autonomia cada vez maior, uma capacidade de gerar formas ao infinito e à interatividade. Aquilo que a gente via em Perdidos no Espaço ou no desenho animado dos Jetsons não é mais ficção

No PARIS RDRG tem a parte de cultura com outras exposições que você pode consultar e escolher o que mais gosta. Para estar sabendo o que acontece em Paris clique aqui: Cultura.

Artistes & Robots – até dia 9 de julho
Grand Palais
3 Avenue du Général Eisenhower 75008 Paris

 

Read More
Share

legosuper herois em lego

Os fãs de lego e Super Heróis terão que ir a La Villette para a extraordinária exposição de Nathan Sawaya. A mostra exibe os super-heróis em esculturas únicas feitas por esse apaixonado pelos tijolinhos “lego” que abandonou a carreira de advogado em Nova York para se dedicar à sua paixão: construir um universo inteiro graças aos pequenos tijolos de sua infância com mais de 4 milhões de tijolos agrupados por cor, tamanho e formato para criar dezenas de esculturas.
Vale a pena explicar que em 1949, a industria dinamarquesa Lego começou a produzir uma versão inicial dos já familiares blocos intertravados fabricados a partir de acetato de celulose, desenvolvidos de tradicionais blocos de madeira empilháveis da época. Me pergunto se as crianças de hoje que são tão conectadas conhecem ainda esse brinquedo que fez a alegria e instigou a criatividade e raciocínio de tantos entre nós!

Super heróis e supervilões: Coringa, Batman, Superman e Wonder Woman para citar alguns. Depois dos Estados Unidos, Londres e Roma, a exposição chega a Paris de 29 de abril a 19 de agosto de 2018 no Espace Chapiteaux em La Villette. Programa para toda a familia e saiba mais clicando aqui: lavillette

La Villette (originalmente o nome de uma cidade no departamento do Sena, anexado a Paris em 1859) é um dos maiores parques da capital, criado no local de antigos matadouros e mercados que foram construídos em 1867 por decisão de Napoleão III e do Prefeito Haussmann e destruídos em 1974 para dar luz ao projeto atual. Assim sendo, programme a visita em um dia de sol e sem outros compromissos para aproveitar de tudo. Vou escrever um post sobre La Villette explicando tudo para vocês loguinho.

Conheça a agenda cultural de Paris com as dicas das melhores exposições na nossa página: PARIS RDRG CULTURA

L’exposition LEGO© des Super-Héros DC™ – 29 de abril a 19 de Agosto
Espace Chapiteaux – Parc de la Villette
211, Avenue Jean Jaurès
75018 Paris

Read More

Share

O Museu Maillol está com uma exposiçāo ótima da « pop art » americana da pós-guerra. Os artistas principais como Robert Rauschenberg, Jasper Johns com esculturas monumentais e telas de Claes Oldenburg, Tom Wesselmann mais serigrafias de Andy Warhol e pinturas de Jim Dine e Roy Lichtenstein.
Icons That Matter!

A coleção é do Whitney Museum of American Art de Nova York, iniciada por Gertrude Vanderbilt Whitney que inclui obras-primas do pop art e sessenta delas são apresentadas pela primeira vez em Paris. Divertida, fácil de visitar e um programa para todas as idades! Até dia 21 de Janeiro.


Musée Maillol – Pop Art – Icons That Matter
61 rue de Grenelle 75007 Paris

Read More
Share

 

2017 marca o centenário do nascimento de Irving Penn (1917-2009), um dos mestres da fotografia do século XX. Até 29 de janeiro de 2018, a primeira grande retrospectiva dedicada a Irving Penn na França desde sua morte acontece no Grand Palais.

Ela traça os setenta anos da carreira do artista americano. Mais de 240 fotografias com uma visão completa de todos os principais temas de seu trabalho: moda, naturezas mortas, retratos, nus, cenas de rua, fotografados no início dos anos cinquenta em Paris, Londres e Nova York. Irving Penn tem uma simplicidade elegante eum bom gosto pelo minimalismo.

A exposição abre em cenas de rua em Filadélfia e Nova York, imagens do sul dos Estados Unidos, México, Europa devastada pela guerra e suas primeiras vidas de cor. Entre 1947-1948, fotografou artistas, escritores, costureiros e de Salvador Dali a Alfred Hitchcock.

Enviado a Paris pela revista Vogue, Penn foi um verdadeiro mestre dos retratos de moda. Seus retratos representam Picasso, Jean Cocteau, Marlene Dietrich, Francis Bacon posando em frente à uma cortina pintada de seu estúdio.

A exposição termina com suas mais recentes fotografias e retratos de moda, incluindo personalidades como Tom Wolfe, Truman Capote, Alvin Aley, Ingmar Bergman e Zaha Hadid. Expo para quem gosta de fotografia, moda e arte. Não perca!

Irving Penn – Grand Palais – até dia 29 de janeiro de 2018
3 Avenue du Général Eisenhower, 75008 Paris

 

Read More
Share

Nós aqui falando de praias, toalhas e bermudas, então completando com uma exposiçao de maillots de banho para dar o toque cultural!
A
Galeria Joseph esta com uma exposição de Pin-Ups dos anos 40 a 60.

A mostra é divertida e super vintage. Publicidades em posters, moda, Brigitte Bardot em estilo “Flower Power”, luxo e glamour. Fotos de estrelas de Hollywood em swimwear, como Liz Taylor, Ava Gardner, Esther Williams, Jayne Mansfield e uma peça usada por Marylin Monroe durante uma sessão de fotos organizado pela marca Catalina; aquela que todas as misses usavam. Vai do brega ao glamour e vale a sensação de férias em Acapulco que dá! Até dia 3 de setembro.


Pin-Up: l’âge d’or du Balnéaireaté 3 de septenbro
Galerie Joseph 16 rue des Minimes Paris 75003

 

Read More
Página 1 de 70123
Translate »