PARIS RDRG

Rive Droite & Rive Gauche: As melhores dicas de Paris e da França


Cada temporada de moda é difícil escapar à questão do código vestimentar quando a roupa vira escândalo. TENUE CORRECTE EXIGÉE, QUAND LE VÊTEMENT FAIT SCANDALE é  um convite a rever os escândalos na história da moda desde o século XIV até nossos dias. Uma exposição original com cerca de 300 peças de vestuário e acessórios, retratos, caricaturas e pequenos objetos que quebram códigos e valores morais. Vestido para homens, calças femininas, smoking para mulheres tudo que marcou uma ruptura com convençōes.

Desde a Bíblia as roupas estão intimamente relacionadas com o pecado original. Adão e Eva viviam nus, levando uma vida de prazeres, e com uma folha começou a idéia de pudor. Na Idade Média as regras em vigor impostas para se vestir são muitas: batismo, comunhão, casamento e luto ou festa. Há também regras de vestuário que se aplicam ao poder do povo como o retrato de Marie Antoinette vestida com uma camisa que fez um tal escândalo e teve que ser substituído por outro em um vestido mais convencional. A política contemporânea também tem seus exemplos como a gola Mao, usado pelo ministro Jack Lang em 1985 para a Assembleia Nacional desenhada por Thierry Mugler

O aparecimento de moda unissex 1960, com as mulheres se apropriando do guarda-roupa masculino: chapéu, casaco, calças também está na exposiçāo. As precursoras desta “androginia” surgiram no século XVII com as aristocratas inglesas que gostavam de vestir roupas do sexo masculino. Marlene Dietrich e seu smoking, Gabrielle Chanel que contribuiu a masculinisar a silhueta feminina. Elsa Schiaparelli e Yves Saint Laurent validam definitivamente a entrada das calças no vestiário feminino. No entanto, so foi em 2013 a revogaçao do decreto do Acto de 1800 que permitiu oficialmente as mulheres a usá-lo em todos os momentos! Por seu lado, os homens também adotaram roupas femininas como a saia criada por Jean Paul Gaultier, e que hoje ja se banalisan em coleções de jovens designers.

O Desafio do excesso se percebe nos saltos vertiginosos, penteados do século XVIII; no muito transparente, no muito decotado, no muito justo, no muito rasgado, nas mini-saias de Mary Quant, criaçoes de André Courrèges, Pierre Cardin e Paco Rabanne.  Casacos de peles e penas foram objetos de vários escândalos no século XVIII, quando uma pessoa usa o animal como ornamento.

A exposição termina com roupas, que desde 1980 a 2015, foram manchetes de revistas. Estes incluem, entre outros, a coleção (primavera/verão 2000) de John Galliano para a Dior que foi inspirada nos mendigos ou mais recentemente; a coleção de Rick Owens (primavera/verão 2015) revelando a anatomia masculina.

“Como devo me vestir? As escolhas de roupas e o que elas revelam sobre valores e tabus. Como consultor de estilo, eu mesmo, não poderia deixar de aconselhar essa exposição à vocês! No Museu de Artes Decorativas, ao lado do Louvre, até dia 23 de abril.

Tenue correcte exigée : Quand le vêtement fait scandale
Musée des Arts décoratifs
107, rue de Rivoli
75001 Paris

Read More
Hora de Classe

Hora de Classe


Posted By on jan 15, 2017

Um homem pode pecar em tudo mas se tem um belo relógio e um bom par de sapatos já tem chances de se salvar. Todo mundo sonha em ter um dia um  Rolex na vida fútil que vivemos. Para sair daquela mesmice que todos tem, duas dicas do que existe de mais chic em matéria de Rolex.

O Rolex Oyster Perpetual Yacht-Master 40.

Este recém-chegado adota um olhar mais alegre do que os outros modelos da gama e graças à pulseira preta em harmonia com a moldura preta fosca sobresaindo da caixa de ouro e criando um equilíbrio estético que quebra a imagem de ultra-tradicional da marca. Equipado com corda automática e cronómetro, conta com 48 horas de reserva de energia e prova d’agua até 100m de profundidade (você não precisa ir mais fundo que issso) Disponível em 37 ou 40 mm de diâmetro, com mostrador preto e ponteiros que azulados na escuridao permetem de ver a que horas termina aquele filme chato no escuro. A pulseira que “parece” ser de borracha mas nao é! Um novo tipo de bracelete: um sistema de lâminas flexíveis de metal moldado de um elastómero de alto desempenho! O que significa que é muito mais robusto e resistente aos efeitos do tempo como os seus homólogos de borracha que soltam as tiras e tem cheiro!

Já o Rolex, Oyster Perpetual Day-Date é uma instituição. Lançado em 1956, este relógio foi o primeiro a indicar a data e o dia no mostrador. Ele vem agora em versões ouro amarelo, ouro branco, 18 quilates Everose (uma liga de ouro rosa) e platina. Como todos os símbolos ícones de sucesso e poder, este relógio evolui com os tempos. É por isso que esta maravilha de elegância atemporal de proporções clássicas (36mm) é proposto hoje com pulseiras em couro de jacaré coordenadas com o acabamento do mostrador em seis cores: cereja, chocolate, azul, verde, preto e conhaque. Perfeito para epressar classe e personalidade. Não deixe de visitar meu site de serviços e consultoria de estilo para o que precisar:www.lizparis.com

Read More

marche-saint-germain-2marche-saint-germain

Entre 1813 e 1817 após um incêndio, foi construído o novo mercado Saint-Germain que fica no centro no bairro homônimo. Tudo foi feito para que fosse um mini-shopping e atrair os consumidores do bairro, seja para o seu mercado de produtos frescos ou para as boutiques que o circundam. Não tinha jeito, passou a vida sem pegar! Agora é uma outra história e o local voltou com tudo! Todo renovado com sua fachada em estilo toscano composta de 112 arcadas e classificado monumento nacional e as excelentes lojas que acabaram de completar o centro. Uma Apple Store enorme, Nespresso super chic, uma gigante Uniqlo de moda e um Food Hall novinho em folha do Marks & Spencer que deixa a gente pensando que esta no coração de Londres, sem esquecer o top açougue de Hugo Desnoyer. Vale passar um momento e aproveitar para almoçar no Comptoir du Relais ou no Yves Camdeborde.

Marché Saint-Germain
4-6 rue Lobineau Paris 75006

Read More
FELIZ 2017

FELIZ 2017


Posted By on dez 28, 2016

feliz-2017

A todos nossos leitores e amigos do PARIS RDRG um feliz ano novo, próspero, cheio de saúde, muitas viagens para Paris e nós aqui acompanhando vocês com as novidades da cidade e da França.

 

Feliz 2017

Luiz Paulo

Read More

karlboxkarlbox-2

O Natal chegando, aquela falta de idéia do que oferecer e stress. Divido algumas sugestões de presentes unisex que vi por Paris e adorei. Adoraria ganhar um deles e também oferecer. O máximo é a super caixa de lápis de cor criada por Karl Lagerfeld com a Faber-Castell: a Karlbox! Dividida em 5 gavetas que incluem 350 instrumentos de desenho: marcadores, lápis de cor/aquarela, pastéis, canetas e objetos. É um presente valioso e luxuoso para quem quiser oferecer algo especial com uma edição limitada numerada. Para artistas, arquitetos ou a criança que existe em alguém que voce ame. Conte 2500 €uros. No Bom Marché e nas lojas de Karl Lagerfeld.

bose-soundlink

Outra caixa e opçao simpática e que sempre agrada é o Soundlink Mini da Bose. Excelente qualidade, essa caixa de som funciona em wi-fi conectando com sua lista de músicas de computadores ou telefones. Pequena, portátil e o som é ótimo e fácil para viagens. Por volta de 200 €uros

louis-vuitton-pendulette-escale-time-zome-coverl

Um objeto que achei estéticamente bonito é o pendulo da coleção Escale Time Zone da Louis Vuitton com padrões geométricos e coloridos. Uma esfera com diâmetro de 65 milímetros, de aço inoxidável com movimento a quartzo. Ela permete instantâneamente de visualizar 24 fusos horários mundiais ajustando o tempo de referência com a cidade desejada. Preço: 950 €uros

Na verdade não precisamos de nada disto para sermos felizes no Natal, mas diverte. Estar em paz consigo e festejar com a famíia e amigos queridos com saúde é o melhor presente para todos. É isso o que desejo para vocês como um Feliz Natal.

Read More

givenchy-2givenchy-1diordoudoune-redphillip-pleinpantalon-ski-homme-fusalppantalon-ski-laine-fusalppull-fursacdefursacpull-over-neigecapture-decran-2016-12-12-a-00-40-38pullover_ski_tommy_hilfigerparaboot-blue-grainparabootinferno-hero-oakleyzai-monclerboheme

Passo a metade do meu ano nas montanhas e na neve, não sou um grande esquiador mas até pareço ser, ao menos nas minhas escolhas de armário. Esquiar com roupas coloridas, só se for dia de carnaval. Evite as multicoloridas, a menos que seja um péssimo esquiador e assim pode ser encontrado ladeira abaixo com mais facilidade, em caso de tombo. Para combinações de esqui, aposte nas monocromáticas ou, no máximo, 2 cores. Preto e cinza funcionam sempre e deixam elegante até quando se cai. O branco com o bege também é chic, mas evite cair onde a neve esta suja. Por outro lado para continuar elegante fora das pistas, vale ousar cores com cuidado.

Uma bela bota de montanha dá um look ótimo, segurança e conforto. Se você gosta do Moonboot entāo nem podemos ser amigos. Fantasia moderada no blusāo para nāo cansar nem você nem aos outros.

Fiz uma seleção para quem vai esquiar esse inverno com uma sugestão do que funciona. Cabe ao leitor encontrar o que mais vai com a sua personalidade e guardar uma postura chic & cool.

A bota de montanha azul da Paraboot é a mais bonita desse ano, mas se você só vai investir num par, opte pela caramelo que é um coringa para qualquer situação.

Para as calças de esqui, adoro os tipo fuseau mais do que as largas do tipo “saco de lixo”! Fusalp tem as mais técnicas e elegantes. Cinzas, de lã, ou pretas; mais high-tech e combinam com qualquer cor. Os blusões, que podem ser usados na pista e nos after-ski, devem ser elegantes tanto na montanha como no village. Branco e preto da Givenchy, Amarelo ouro da Moncler, laranja da Dior, e com capuchos em peles removíveis que funcionam em qualquer ambiente.

Considerando aspectos técnicos, seja discreto nos capacetes também, e aqueles com filmadora em cima… já eram. O item mais legal desse ano é uma máscara de esqui térmica da Oakley que não embaça. Fim do sopro na lente e detergentes de cozinha para manter a visibilidade. Ela mantém igualmente uma temperatura constante, que permite ver a montanha e a pista sem névoas indesejáveis. Para as malhas com motivos de flocos de neve, vale tudo, e aí pode usar com todas as cores do arco iris!

Se quiser investir num par de esquis, opte pelos de carbono: a marca Zai desenvolveu um bárbaro com a Moncler e são leves e rápidos, ou nos lindos de madeira que voltam à moda atendendo às necessidades tecnológicas de nossos dias, como da marca super francesa Boheme.

Só resta agora escolher a estação de esqui! Boas Pistas

 

Read More

chassis-dunhillmochila-hermes-couromochila-obsedia-givenchymochila-guccimochila-fendi-facesmochila-fendi-monstermochila-vuitton-explorermochila-vuitton-newportmochila-vuitton-christopher-autruche

Voilà, depois de um tempo de férias forçadas volto a dar minhas dicas para vocês do que acontece de melhor em Paris e do lifestyle à la française. A eterna mochila que era só para crianças irem a escola ou para quem vai fazer trekking cresceu e virou um dos assessórios mais chics das coleções de luxo para homens. Os materiais mais nobres, bordados, alças suplementares para se transformarem em bolsas, vale tudo… e vão com ternos e casacos assim como com roupas casuais. Sem contar com o conforto de não ter que carregar seus pertences na mão ! Fiz umas escolhas do que mais gostei. As vezes são caras, mas vale o investimento pois são artigos de longa vida.

Particularmente prefiro as clássicas e sem marcas aparentes, mas como o artigo também é de moda, selecionei algumas com as últimas tendências. Minhas preferidas são a da Dunhill em carbono, a Hermes Cityback 27 ,em couro (dificílima de achar) e a da Givenchy, em feltro. Na linha moda, para quem quer ter mais de uma no guarda roupa, tem a da Gucci e suas abelhas, as da Fendi com formas de « monsters » e também as da Louis Vuitton, com o inconfundível logo ou seu famoso efeito xadrez. A Newport geométrica é perfeita para um computador. A da Christopher tem várias versões e a em avestruz é para quem quer botar para quebrar sem mostrar a marca. Evite com monogramas!

Read More

cattelan1cattelan2cattelan-4cattelan-3

Irreverente, espirituoso, provocador e cínico. Maurizio Cattelan não deixa ninguém indiferente às suas obras como o Papa Joao Paulo II atingido por um meteorito ou o Hitler de joelhos. Ele escolheu Paris para sua exposição e os majestuosos salões do século XVIII da Monnaie de Paris como cenário para essa amostra. Uma seleção de obras fantástica e cada escultura tem o seu lugar particular para provocar o impacto que merece. Não perca até dia 8 de janeiro.

Maurizio Cattelan – Not Afraid of Love
Monnaie de Paris 11, Quai de Conti – 75006 Paris
www.monnaiedeparis.fr

Read More
Página 1 de 168123